janeiro 6 2015

Vanessa Queiroz

Falsos cognatos x cognatos




Uma das vantagens no aprendizado do inglês é que a língua possui muitos cognatos, ou seja, palavras com ortografia bem semelhante ao português e com mesmo significado. Tais palavras facilitam a compreensão de textos das mais variadas áreas, já que a maioria tem origem do latim ou grego.

Mesmo quem não possui vasto conhecimento em inglês pode facilmente reconhecer os cognatos, que com certeza irão ajudar na leitura do conteúdo. Essa é uma técnica utilizada no inglês instrumental, módulo ensinado para alunos que precisam prestar vestibular ou exames para comprovar a capacidade de leitura no idioma.

Confira alguns exemplos de palavras cognatas e a versão correspondente em português:

television – televisão
mission – missão

Com base nesses dois exemplos, é comum os alunos pensarem que todas as palavras terminadas em ão no português terão o equivalente ion em inglês. Isso ocorre muitas vezes, mas sempre há excessões, afinal macarrão em inglês é macaroni, não macarrion.

radio – rádio
material – material
comedy – comédia
positive – positivo
important – importante
future – futuro

A diferença pode ser bem sutil ou simplesmente nem existir, há casos em que as palavras são escritas exatamente da mesma forma.

Porém, há os falsos cognatos, que são palavras com ortografia semelhante ao português, mas com significado diferente nas duas línguas. O aluno que está aprendendo inglês deve identificar tais palavras para não se confundir ou usá-las incorretamente. Vale lembrar que não há uma regra que defina os falsos cognatos, por isso é preciso conhecer o vocabulário, em vez de simplesmente decorar a lista de palavras.

Exemplos de falsos cognatos:

exquisite: significa belo ou refinado em vez de esquisito (strange ou weird)

fabric: significa tecido, em vez de fábrica (factory)

legend: significa lenda, em vez de legenda (subtitle)

parents: significa pai e mãe, em vez de parentes (relatives)

cargo: significa carga, em vez de cargo (position)

costume: significa fantasia ou traje, em vez de costume (custom)

Ao conhecer a maioria dos falsos cognatos, você corre menos risco de cometer alguma gafe em uma conversa, ao tentar dizer algo e acabar falando uma coisa totalmente diferente. Essas palavras “traiçoeiras” costumam aparecer em testes de proficiência, concursos e provas em geral, justamente para testar os candidatos que não dominam o vocabulário. Por isso, é importante saber usar as palavras dentro de um contexto, em vez de apenas memorizar sua tradução. Dessa forma, você irá aprender a aceitar a diferença do inglês para o português, sem a necessidade de sempre saber o significado na língua materna.

Saiba também que os cognatos e falsos cognatos estão presentes não apenas no inglês, mas em outros idiomas, como o espanhol, francês e italiano. Imagine a quantidade de micos que os brasileiros podem cometer ao realizar uma viagem sem conhecer o idioma local? O chamado portunhol, que muitos acreditam ser uma ótima ferramenta de comunicação, na verdade é baseado na ideia dos cognatos ou palavras inventadas, mas dispensa totalmente a possibilidade de que muitas palavras possam ser falsos cognatos ou simplesmente não significar nada em específico.

A partir dessa conclusão errada que os desentendimentos podem ocorrer. Por isso, não queira fazer uso do embromation em inglês, ele terá o mesmo efeito do portunhol: mostrará que você não tem conhecimento ou preparo para se comunicar no idioma, além do fato que muitas pessoas possivelmente não irão entender o que você tem a dizer.

Artigos relacionados:

 


Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário