Quotes

Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria liguagem, você atinge seu coração.

Nelson Mandela

A aprendizagem é um tesouro que vai acompanhar seu dono em todos os lugares.

Provérbio Chinês

fevereiro 27 2015

Regina Di Ciommo

Curso de inglês: o domínio do inglês para integrar o estudante ou profissional em oportunidades internacionais

Pesquisas realizadas em 2012, 2013 e 2014 vêm constatando sempre uma realidade: o brasileiro em geral não fala inglês e perde oportunidades por causa disso!

ingles_curso

Uma situação que vem sendo demonstrada pelo número de bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras, que já voltou ao Brasil por não terem sido aprovados nos exames de proficiência da língua e não conseguirem acompanhar as atividades que devem ser feitas no exterior.

Se o governo federal tem como objetivo enviar mais de 100.000 estudantes para estágios em outros países, no entanto, a falta de uma política pública nacional que incentive a aprendizagem do inglês e de outros idiomas, acaba por enfraquecer o valor de uma iniciativa tão importante para o futuro dos jovens.

Os estudantes encaram a dificuldade quando são encaminhados aos países de língua inglesa, como Estados Unidos, Austrália e Canadá. A maioria deseja permanecer em Portugal e Espanha, por causa do idioma, deixando de lado oportunidades importantes em universidades com nível excelente. Um grande percentual de alunos que consegue ir para os EUA, cerca de 40%, acaba sendo reprovado por não saber inglês.

O ensino universitário no Brasil não abre a disciplina para os alunos. O estudante precisa investir em um curso de inglês por conta própria, consciente de que isso é essencial para sua carreira.
Se depender da faculdade, o estudante não vai ler em inglês. Isto porque, o professor sabe que a maioria dos alunos não sabe inglês e vai reclamar se ele pedir para ler um artigo ou livro em inglês. Então o professor evita indicar material de consulta em inglês e isso vira um círculo vicioso que só reforça a situação.

Os professores que publicam seus trabalhos em períodos internacionais também são poucos, o que faz com que as pesquisas e debates desenvolvidos no Brasil sejam pouco conhecidos no meio científico internacional. Os trabalhos são publicados em português, em revistas brasileiras. Mas quem no exterior lê em português?!

Em estudo realizado pela Education First (EF), avaliando 60 nações do mundo quanto à proficiência em inglês, o Brasil ficou em 38º lugar, na categoria baixa.

E essa é uma categoria superior à que foi constatada em 2012, quando o Brasil ficou entre os muito baixos, os piores do mundo, em 46º lugar. A avaliação realizada focaliza gramática, leitura, vocabulário e compreensão.

O Brasil participa do grupo BRICS, de países emergentes poderosos no mundo, mas não é um país bilíngue. O inglês dos brasileiros melhorou apenas 2,8% entre 2012 e 2013, enquanto que a Rússia e Índia crescem 5,3% e 7%, respectivamente. Claramente, esse índice não corresponde à importância do país no cenário internacional.

Pesquisa realizada pelo Ibope constatou que um total de 80% da população de classe média no Brasil não fala nenhum idioma estrangeiro, o que é determinante para a exclusão dos brasileiros em inúmeras atividades culturais e para a falta de competitividade nos negócios internacionais.

O governo brasileiro e alguns setores da iniciativa privada estão desenvolvendo atualmente alguns programas de educação para incentivar a aprendizagem do inglês, tendo como objetivo as crianças e os estudantes. No entanto, os adultos ainda estão longe de serem beneficiados.

Com a realização dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, aumentará muito a necessidade de atender a turistas e atletas. A esperança é que o evento mundial tenha como consequência aumentar o domínio do inglês, melhorando as habilidades da população que vai se envolver com as atividades esportivas de forma direta e indireta.

Sobre o autor: Regina Di Ciommo

Mestrado e Doutorado em Sociologia pela UNESP – Universidade Estadual Paulista, pós-doutorado em Recursos Naturais com especialização em Ecologia Humana. Pesquisadora da Universidade Estadual da Bahia, em Ilhéus, é professora de cursos de pós-graduação. Autora e coordenadora de projetos de desenvolvimento local e sustentabilidade, nos estados de São Paulo e Bahia.

Muitos leitores realizaram a cotação do seu Seguro Auto através de nosso site!

Preencha o nosso formulário e receba grátis as melhores propostas.


Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário