Logo Rastreadores

Avaliando sua competência ou proficiência em inglês?

Competência e proficiência.

Conforme a descrição elaborada pela Universidade de Michigan relativa ao Exame ECCE (Exame de Certificação de Competência em Inglês), a pessoa pode ser avaliada como competente no uso da língua inglesa quando há o uso eficiente do idioma na comunicação cotidiana ou em algum determinado segmento profissional, sem que haja o conhecimento aprofundado (ou acadêmico) daquele.

Já a proficiência, avaliada pelo Exame ECPE (Exame de Certificação de Proficiência em Inglês), abrange a aquisição por parte do estudante ou profissional de um conhecimento mais aprofundado do idioma, o que possibilita o ingresso daquele em instituições de ensino que utilizam a certificação citada como parâmetro de fluência. Nesse nível, espera-se que a pessoa compreenda com facilidade praticamente tudo que se lê e ouve.

Um Novo Mundo.

O mundo atual, com informações e conhecimento praticamente irrestritos, exige de grande parte dos profissionais níveis distintos de domínio da língua inglesa. Existem aquelas funções que exigem uma competência profissional, ou seja, uma capacidade mínima de atender aos requisitos do cargo (coletar informações em textos, fazer perguntas básicas a um cliente ou a um fornecedor ou redigir um e-mail solicitando algo).

Por outro lado, há outras funções que requerem dos profissionais algo além de uma mera competência ou capacidade de utilização das quatro habilidades básicas (falar, ouvir, ler e escrever). Nesse caso, a proficiência é indispensável, ou seja, o domínio da língua inglesa de tal modo que o profissional seja capaz não apenas de fazer meras solicitações, responder perguntas objetivas ou escrever documentos padrões, mas sobretudo que possam emitir opiniões, tenham capacidade de convencimento, dentre outras coisas.[leadform]

A importância do inglês funcional.

Nem todos tiveram as mesmas oportunidades e, além disso, vale lembrar que o boom de cursos de inglês presenciais e on-line é um fenômeno relativamente recente. Dessa forma, mesmo aqueles profissionais que tiveram a oportunidade de estudar diferentes idiomas – mas que carregam 30 anos de experiência em suas costas – demonstram dificuldade no processo de atualização profissional em decorrência da defasagem de conhecimento.

Revistas científicas na área de medicina, engenharia, química, biologia, dentre outras, estão constantemente publicando artigos acerca das descobertas mais recentes de suas áreas; as universidades mais renomadas do mundo oferecem cursos gratuitos a estudantes e a profissionais interessados em ‘reciclagens’; tudo isso aumenta a necessidade de, no mínimo, desenvolver uma habilidade funcional na língua inglesa.

O que seria esse inglês funcional nos exemplos citados? A capacidade de ler e compreender as idéias básicas de um artigo cientifico de sua área de atuação. Além de um conhecimento razoável das estruturas gramaticais, o profissional precisará de um certo vocabulário para que seja capaz de extrair do texto a sua ideia central. Acompanhar as novas descobertas de seu segmento profissional é um grande diferencial competitivo.

Aumente seu vocabulário.

Abaixo algumas palavras para enriquecer o seu vocabulário na área de finanças e economia.

Bons estudos.

Fairly-traded = comercializado de forma justa, seguindo as leis vigentes.

Stocks getting a pop = ações em alta, subindo de forma acentuada.

Booming city = cidade em desenvolvimento, em expansão. 

Working capital = capital de giro. 

Actively managed funds = fundos gerenciados para superar um benchmark.

Passively managed funds = fundos gerenciados para acompanhar um benchmark.

Jointly issued euro bonds = emissão conjunta de títulos por países da zona do euro, que compartilham da responsabilidade sobre a dívida.

 Marginal income tax-rate = taxa de imposto marginal sobre a renda.

Book value = assets minus liabilities = ativos menos dívidas e obrigações.

Public indebtedness = endividamento público.

Cash withdrawal = retirada de dinheiro.

 Inflation linked bonds = notas promissórias ligadas à inflação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pular para a barra de ferramentas