janeiro 4 2015

Vanessa Queiroz

Atitudes para potencializar o estudo de idiomas




Saber se expressar fluentemente em diferentes idiomas é algo essencial para quem deseja estar atualizado no mercado de trabalho ou apenas se comunicar com pessoas de nacionalidades diferentes. Nesse ponto, devido ao processo de globalização, ser fluente na língua inglesa não é mais algo que faz uma grande diferença, pelo contrário, isso é uma necessidade para se destacar profissionalmente. Logo, quem não sabe falar inglês precisa aprender o idioma com certa urgência, pois perante o mercado, essa pessoa está desatualizada e inapta a exercer grandes cargos.

Além disso, os novos meios de comunicação são caracterizados pela dinamicidade do fluxo de informações em tempo real, o qual acontece em diversas línguas, desde o inglês até o espanhol, francês, alemão e italiano. Por isso, há uma exigência de conhecimento máximo de diversos idiomas. Assim, uma pessoa polilíngue consegue espaço tanto no mercado de trabalho quanto no convívio social. Entretanto, para aprender um novo idioma é necessário utilizar alguns métodos de estudo. Veja a seguir as principais dicas de como estudar inglês.

Escreva as informações à mão

A escrita é fundamental para a aprendizagem de uma língua estrangeira, pois o cérebro consegue memorizar com rapidez o que é escrito à mão. Por isso, nas escolas, os professores sempre usam um antigo ditado educacional: “quem escreve lê 10 vezes”. Ou seja, a capacidade de entendimento de algo que escrevemos é o equivalente a uma leitura de um texto feita 10 vezes. Dessa forma, um ótimo exercício é traduzir textos simples para o português ou fazer a versão para o inglês. Assim, a tradução escrita será um meio de entender a estrutura gramatical das frases em língua inglesa, bem como o aumento do vocabulário.

Divirta-se cantando

Ouvir músicas do idioma inglês é um ótimo método para ouvir a pronúncia correta das palavras. Nesse caso, uma dica para melhorar o aprendizado é ouvir a música e ler a letra da canção ao mesmo tempo. Quando decorar a letra, geralmente depois de 5 ou 6 leituras, grave você cantando e faça uma comparação analisando a pronúncia das palavras. Após verificar os prováveis erros, faça novamente até conseguir pronunciar corretamente as palavras. Esse exercício engloba a audição, a pronúncia e o enriquecimento do vocabulário.

Ver filmes com áudio original

Assistir filmes estrangeiros é uma atividade muito recomendada, pois é possível analisar toda a estrutura do idioma em diferentes contextos. Para utilizar filmes como objeto de estudo, há um passo a passo que deve ser obedecido.

Para os iniciantes, o primeiro passo é assistir o filme com áudio original e legenda em português. Ao conhecer a história, veja sem legenda, tentando interpretar o que foi dito. Para as pessoas que já tem um bom nível de inglês, veja primeiro com legenda em inglês e depois assista o filme apenas com o áudio original. Para quem não tem tempo de assistir um filme completo, basta ver alguns trailers ou episódios de seriados e exercitar o conhecimento da língua. Uma dica: procure filmes em que os personagens falem calmamente, para que o entendimento seja mais fácil. Afinal, existem abreviações, falas rápidas, até neologismos que dificultam a compreensão.

Conversar consigo mesmo

A conversa é uma ótima opção para treinar o uso de estruturas já estudadas. Por isso, uma maneira de adquirir fluência na comunicação é conversar em inglês sempre que possível. Para isso, há uma técnica simples, trata-se do exercício de conversar consigo mesmo utilizando a língua inglesa como idioma. As pessoas geralmente têm o hábito de pensar em voz alta, chegando ao ponto de, em alguns momentos, conversarem sozinhas em voz alta durante um breve instante. Que tal se essa conversa introspectiva for em inglês? Realize as conversas introspectivas em inglês algumas vezes ao dia e observe os resultados obtidos.

Já aplicou as técnicas? Notou a diferença no aprendizado? Tem alguma dica de estudo? Deixe um comentário.

Artigos relacionados:

 


Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário